×

Não tem cadastro?

É Fácil e Prático

Dados de Acesso

Tem cadastro? Entre!

O nome é obrigatório!
Sobrenome obrigatorio!
Nome não é válido!
Sobrenome não é válido!
E-mail inválido!
E-mail é obrigatório!
Este e-mail já possui cadastro conosco! faça seu login!
Senha é obrigatória
Coloque uma senha válida
6 ou mais caracteres!
16 ou menos caracteres!
As senhas não são iguais!
Aceite as condições!
Email ou senha estão errados!

Blog

Direção Descendente

5 Produto(s)

  • Linha INFANTIL da VIP Folheados.

     

    É o mês das crianças! E nós da VIP não podemos esquecer dos pequenos e pequenas, que também adoram estar na moda!

    Pensando neles e nas mamães antenadas, nós criamos uma linha infantil com muita coisa linda!

    Confira abaixo um pouco da nossa coleção:

     

     

    Criamos uma coleção com tudo que as pequenas gostam! Pipoca, batata frita, unicornios, o mundo mágico da Disney, laços, borboletas e bichinhos de estimação!

     

    Confira agora a nossa categoria infantil e descubra:

    https://vipfolheados.com.br/linha-infantil.html

  • 21.01.2019

    Tags:

    Posted in Curiosidades By www.vipfolheados.com.br

     

    Conheça agora a diferença entre Joias,

    Semi Joias e Bijouterias:

     

    JOIAS:

    Todos nós sabemos o que é uma joia, ela vem do puro metal nobre sendo ele ouro ou prata, e em alguns casos, as pedras preciosas verdadeiras, tais como rubis, safiras, diamantes. Além disso, não é somente pelos material nobre que as joias são tão caras. O processo de criação de uma peça requer profissionais com grande experiência e ferramentas.

    As joias verdadeiras mesmo que apresentem algum defeitinho, por serem feitas de ouro ou prata maciços, basta polir que as imperfeições desaparecem.

    Não precisa dizer que o valor delas nem se compara ao das semi joias, ou seja, é muito mais alto.

    A VIP tem uma linha de PRATA 990 qual é a prata mais pura do mercado, e nesse caso atendemos a todos os nossos clientes.

    SEMIJOIAS: 

    A base da semijoia é o latão, um dos mais comuns materias não nobres a serem usados para esse fim. 

    Mesmo sendo muito parecidas com as joias e tendo o mesmo processo de fabricação, as semijoias são produzidas e Em seguida, as peças passam por um processo de cobertura do metal não nobre com o metal nobre, ou , como é chamado popularmente, um “banho de ouro”. É isso que faz com que o acessório seja denominado “banhado/folheado a ouro”. Nao existem diferenças entre banho ou folheado na qualidade, somente no processo.

     

    A espessura do banho depende de cada fabricante e é um indicativo de qualidade. Quanto mais milésimos de ouro tiver, maior a durabilidade da peça. Uma semijoia de 5 a 10 milésimos de ouro é considerada de excelente qualidade. 

    Todas as peças da VIP tem garantia de um ano e passam por um grande processo de verificação de qualidade.

     

    BIJUTERIAS: 

    Ela é geralmente constituída apenas de material menos nobre. Algumas, de melhor qualidade, recebem uma pequena camada de ouro — o que é chamado de “banho flash”, somente para dar cor ou brilho a peça.

    Entretanto, o mais comum é a bijuteria ganhar um verniz de tinta dourada imitando o ouro. Em razão disso, bijus oxidam facilmente, uma vez que o material com que são feitas não é dos mais resistentes.

     

    Como cuidar da sua semijoia ou joia VIP?

     

    No caso da joia em PRATA da VIP - Por ser um metal precioso, ela tem garantia eterna e pode ser recuperada, limpada, soldada ou até mesmo derretida e transformada em outra peça.

    Para as SEMIJOIAS temos  também garantia de 1 ano contra qualquer defeito de fábrica ou folheação, e recomendamos os seguintes cuidados:

    • Guarde suas peças em embalagens macias e de forma que fiquem bem fechadas como saquinhos de veludo, caixinhas, ou mesmo sacos plásticos, desta forma suas peças estarão protegidas de umidade e ao abrigo da luz que são fatores que aceleram a oxidação;

    • Evite guardá-las juntas na mesma caixinha, ocorre-se de riscar uma as outras;

    • Evite passar cremes, tinturas, desodorantes, protetor solar ou principalmente perfumes quando estiver usando suas peças, para evitar possíveis reações químicas. Evite também, shampoo ou sabonete, sobretudo nas peças de pedra, pois podem ficar opacas;

    • Ao lavar roupas, louças ou ter qualquer contato com produtos químicos retire todas as peças, e só recoloque-as novamente depois de lavar as mãos com sabão neutro;

    • Para a limpeza das peças use apenas uma escova macia tipo dental e sabão neutro, enxaguar em água corrente e seque com uma flanela apropriada;

    • Não use acetona, pasta de dente, cremes ou álcool para limpar suas peças, esses produtos danificam as pedras e metais.

     

     

     Para mais informações entre em contato com a gente :)

     

     

     

     

     

  • 21.01.2019

    Tags:

    Postou By www.vipfolheados.com.br

     Simbologia das Alianças

    Muitos usam alianças em ouro de noivado e casamento, porém não tem idéia exata quanto à simbologia das alianças de casamento e nem mesmo de sua origem. Sendo em forma de circulo, uma aliança representa uma perfeita unidade que não tem começo e não tem fim.

    Segundo historiadores foram os Faraós que primeiro usaram as alianças como símbolo de eternidade. Na época eram usadas como promessa publica que faziam de honrar um contrato ou compromisso.

    Sendo o casamento um contrato, as alianças são o símbolo de união que o casal usa para mostrar a sociedade que pretendem honrar um compromisso de amor eterno assumido.



    Nesta tabela você encontra as principais Bodas:

    1 ano Bodas de Papel

    2 anos Bodas de Algodão

    3 anos Bodas de Couro

    4 anos Bodas de Flores

    5 anos Bodas de Madeira

    6 anos Bodas de Açúcar

    7 anos Bodas de Lã

    8 anos Bodas de Barro

    9 anos Bodas de Erva

    10 anos Bodas de Estanho

    11 anos Bodas de Aço

    12 anos Bodas de Seda

    13 anos Bodas de Renda

    14 anos Bodas de Marfim

    15 anos Bodas de Cristal

    20 anos Bodas de Porcelana

    25 anos Bodas de Prata

    30 anos Bodas de Pérola

    35 anos Bodas de Coral

    40 anos Bodas de Esmeralda

    45 anos Bodas de Rubi

    50 anos Bodas de Ouro

    60 anos Bodas de Safira

    75 anos Bodas de Brilhante







    Porque usamos a aliança no 4º Dedo?

    Os romanos acreditavam que no quarto dedo da mão esquerda passava uma veia (veia d’amore) que estava diretamente ligada ao coração, costume carregado culturalmente até os dias de hoje.“

     



    O anel de Noivado !

    O primeiro anel de noivado de que se tem notícia foi aquele dado pelo Rei da Alemanha, Maximiliano I, a Maria de Burgundy em 1477.

    Até o século XIII não havia aliança de noivado ou compromisso. O Papa Inocente III declarou que deveria haver um período de espera que deveria ser observado entre o pedido de casamento e a realização da cerimônia matrimonial.

    É por isso que hoje se tem o costume de usar um anel de noivado e depois a aliança de casamento



    Como escolher as alianças?



     

    Uma tarefa que parece tão simples, mas na hora de executá-la não é!

     

    Nos dias de hoje as empresas oferecem diversos modelos de alianças com as mais variadas larguras e gramaturas.

     

    Cabe ao casal escolher aquela que mais se identifica, lembrando que com as novas tendências as alianças são mais ousadas.

    Antigamente o ouro branco era usado somente para bodas de prata (25 anos de casamento), porém a história mudou, uma vez que quanto mais detalhes, mais glamorosa é a aliança.

    Outro detalhe são as pedras de diamante que bastante usadas deixam a jóia mais fina, mais feminina. Como se não bastasse as pedras são colocadas também nas alianças masculinas.

    Quando surgiram as alianças eram feitas retas por dentro, com o tempo foram surgindo alianças com design diferenciado proporcionando então maior conforto, estamos falando das alianças anatômicas. Com um formato arredondado por dentro elas vieram pra ficar!

  • 21.01.2019

    Tags:

    Postou By www.vipfolheados.com.br

    A gama de cores da natureza

    A maioria das gemas é formada de minerais que crescem em determinadas formas cristalinas, arranjadas geometricamente, lapidáveis e dotadas de um grau superior de dureza. Mas estão também incluídos nessa classe, materiais orgânicos como os corais, âmbar e pérola.

    Há 7 mil anos exercem grande atração sobre o homem. As primeiras conhecidas foram: ametista, cristal de rocha, âmbar, granada, jade, coral, lápis lazuli, pérola, serpentina, esmeralda e turquesa.

    Em tempos remotos foram utilizadas como amuletos e talismãs, e ainda o são nos dias de hoje. Protegiam contra fantasmas e agradavam aos anjos. Podiam repelir o mal, proteger de envenenamentos, tornar graciosas as princesas, conduzir marinheiros de volta ao lar.

    Existem superstições relacionadas às mais diversas gemas de adorno.

    A turquesa era considerada pelos antigos como proteção ao cavaleiro e cavalo.

    O rubi era chamado pedra de sangue. Gladiadores o utilizavam para estancar sangramentos.

    A ametista podia deixar totalmente sóbrio aquele que ingeria inúmeras taças de vinho.

    A água-marinha, associada ao próprio nome, era a pedra dos marinheiros, concedia o benefício de guiá-los de volta à casa.

    No período da Peste Negra, a opala servia como um detector dessa doença. Ao ser usada por uma pessoa, se adquirisse a aparência opaca e fosca indicava o início desse mal.

    Ao jade era creditado o poder de impedir a putrefação de corpos enterrados.

    As pedras que necessitavam de lapidação para mostrar seu brilho e beleza simbolizavam uma humanidade que precisava ser purificada, enquanto os cristais de rocha, mais puros, eram o símbolo da virtude perfeita. A iconografia cristã interpreta-o como o símbolo da Virgem Maria. Muitas vezes esses cristais eram utilizados como corpos refletores auxiliando a meditação e exercendo poder curativo.

    Atualmente as correntes esotéricas designam certas qualidades e dádivas para as gemas utilizando-as em diversos tratamentos inclusive na cromoterapia.

    Existe uma intrigante analogia com relação aos 12 signos do zodíaco, as 12 tribos de Israel e os 12 apóstolos.

    Nos "Livros das Pedras" dos antigos (Orfeu, Latinus, Teofrasto) a relação entre gemas e os signos é a seguinte: Áries = Hematita; Touro = Esmeralda; Gêmeos = Pedras multicoloridas; Câncer = Adulária; Leão = Rubi ou Diamante; Virgem = Berilo; Libra = Ágata; Escorpião = Ametista; Sagitário = Turquesa; Capricórnio = Ônix; Aquário = Âmbar; Peixes = Coral.

    No Apocalipse (Revelação) de São João, a "Jerusalém Celeste" do fim dos tempos profetizado, é revestida de pedras preciosas multicoloridas. O sumo sacerdote dos hebreus portava no peito 12 colares adornados com pedras preciosas: Rubi; Crisólita; Berilo; Turquesa; Lápis lazuli; Jaspe; Jacinto; Ágata; Ametista; Tarsito; Calcedônia vermelha e a Nefrita. Nessas pedras estavam gravados os nomes das doze tribos de Israel.

    As cruzes da Igreja Oriental eram adornadas com 12 pequenas pedras preciosas (representação dos apóstolos) e uma pedra central maior (símbolo do Cristo).

    Mas houve uma época em que a Igreja decretou que aquele que usasse pedras preciosas seria excomungado. Mais tarde aboliu essa lei inclusive adotando a ametista como pedra oficial dos anéis de bispos e cardeais.

    Fala-se em pedra "preciosa" e "semi-preciosa" associando-se à 1ª, aquelas mais duras, resistentes e raras, já as mais moles são classificadas como "semi-preciosas" erroneamente, pois algumas delas podem ter maior valor do que outras "preciosas".

    A gama de cores é incalculável, resultado de uma alquimia magnífica que a natureza faz com os elementos químicos.

    É um verdadeiro privilégio trabalhar com elementos tão fascinantes oferecidos pelo nosso planeta, igual privilégio poder usá-los como adorno.

  • 21.01.2019

    Tags:

    Posted in Curiosidades By www.vipfolheados.com.br


    Santo Elói ou Elígio - Padroeiro dos joalheiros (dia 01 de dezembro)

     
    Nascido no ano de 588 em Chaptelat, próximo a Limoges, França. Seus pais, camponeses humildes, zelaram pela educação do filho. Muito cedo ingressou na escola de ourives de Limoges, a mais conceituada da Europa naquela época. É o padroeiro dos joalheiros e ourives.

    Sua honestidade e habilidade com a arte chamou a atenção do rei Clotário II que forneceu uma grande quantidade de ouro para que Elói  confeccionasse um trono real. O ourives fez não um mas dois tronos e dessa forma conquistou a confiança do soberano que  deu-lhe o cargo de guardião e administrador do tesouro real além de ourives do rei.  O sucessor de Clotário, Dagoberto II, acabou nomeando Elói como embaixador e conselheiro.

    Entre suas obras estão o túmulo de são Martinho de Tours, o mausoléu de são Dionísio em Paris, o cálice de Cheles entre outros.

    Com sua remuneração fundou e reformou mosteiros e igrejas, resgatou prisioneiros de guerra e colaborou com diversas obras religiosas.

    Elói ingressou integralmente à vida religiosa no ano de 639, após a morte do rei Dagoberto II morreu. Em 641 foi consagrado bispo de Noyon, em Flandres.

    Foi também escultor, modelista e marceneiro além de religioso.

    Faleceu na Holanda em 1o de dezembro de 660.

    Foi canonizado. Sua festa acontece na data de sua morte. Também é considerado padroeiro dos cuteleiros, ferreiros, ferramenteiros, celeiros, comerciantes de cavalos, carreteiros, cocheiros, garagistas e metalúrgicos.

     

Direção Descendente

5 Produto(s)

Close